04/03/2014

A vida de um homem chamado JÓ





A vida de um homem chamado JÓ

Jó era um homem muito sério com as coisas de Deus, sábio, temente em tudo o que fazia. Por ter medo de que seus filhos pecassem quando se reuniam "em festas", ele imediatamente "pagava” pelos possíveis pecados (“...Porventura pecaram meus filhos, e amaldiçoaram a Deus no seu coração”). Era amor demais por seus filhos e amor demais a Deus. Aos olhos de satanás, Jó estava abrindo uma brecha neste medo de que seus filhos estivessem pecando e indagou ao Senhor que Jó só era bom servo porque nada de mal o acontecia, afinal ele tinha tudo, era muito abençoado. Deus conhecendo o coração de Jó permitiu que satanás tocasse em tudo, menos em sua vida.
Isso nos mostra que tudo nos acontece com a permissão de Deus porque Ele conhece nossos corações e sabe até onde e quando iremos aguentar.

Satanás então agiu de maneira que Jó não conseguisse respirar, pensar pra conseguir sair da aflição, ele o atacou de forma rápida, de todos os lados e inesperadamente de várias formas. Através de bandidos roubando seu gado (sustento), por meio da natureza queimando as ovelhas através dos raios (mexendo com a sua espiritualidade pois, as ovelhas eram usadas para o sustento e também para o holocausto aos pecados), os camelos que serviam para transporte (ou seja, Jó não teria como buscar seu sustento), a morte de todos os filhos de uma só vez (família), úlceras da planta dos pés até a cabeça (saúde), usou a dor da esposa pra fazer com que Jó blasfemasse contra Deus e perdesse a salvação (Seu lado afetivo). Usou os amigos de Jó para ataca-lo com acusações e por dúvida no seu coração (amizades).
Satanás age muitas vezes dessa forma pra que não consigamos respirar e desfalecer. Uma vez arruinados é mais fácil pra satanás nos derrotar. Isso sem contar com a dor, o desespero, os pensamentos errados, o mal cheiro em sua pele, o frio, a fome, o medo, a indignação...
Eu posso imaginar o coração acelerado de Jó, a sua aflição e sentimentos confusos. Mas, Jó primeiro cumpriu um ritual da época (dor, culpa ou morte) por conta da morte de seus filhos, rasgando suas vestes e depois raspando a sua cabeça (o raspar a cabeça em alguns estudos é consagração mas, naquela época ainda não existia essa compreensão), logo em seguida se prostrou adorando a Deus (Prostrar significa estar abatido, se humilhar, orar com dor). 
Muitas vezes queremos saber onde erramos, murmuramos, achamos que Deus se esqueceu de nós, ao invés de buscarmos a presença de Deus, ao invés de louvar e reverenciar o Senhor por todo o mal que nos acontece e pedir o devido livramento porque Deus apesar de não entendermos faz o melhor pra nós.

Jó me ensina a ter adoração, paciência e obediência na angústia e tribulações. A cada problema ele adorava ao Senhor.
“... Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor. Jó 1:21”

Alguém pode estar pensando: Mas, como vou adorar ou agradecer a Deus pela morte de um filho ou pela falência de meus bens? 
Sim, agradecer, adorar, erguer louvores porque é nesta hora que mostramos a Deus que acreditamos Nele, mostramos o quanto confiamos e obedecemos.

É normal passarmos pelas fases da angústia, apatia e até revolta mas, devemos olhar para o alvo, prosseguir e soltar o passado problemático. Arrancar forças de onde não imaginamos ter, orar e perdoar pra prosseguir. Buscarmos mais a Deus.

Será que você aguentaria a metade desses acontecimentos?
Será que você não iria murmurar ou se irar contra Deus? Pelo menos uma vez! Jó era humano como nós e suportou sua dor na esperança e fé de mudar seu cativeiro. Ele recebeu uma porção dobrada de bênçãos e aprendeu muito com todo o sofrimento.  "Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos Te veem. Jó 42:5” OLHA QUE PRIVILÉGIO ELE TEVE!

A esposa de Jó também foi infeliz em seus argumentos, Jó poderia perfeitamente dar créditos a satanás se ouvisse a sua amada. Ela estava provavelmente desesperada com toda aquela situação. Infeliz pela morte de seus filhos, sem esperança por não ter o que comer ou vestir (Já que Jó era o homem mais rico da região, ela estava acostumada com o melhor), ver seu marido doente. Devia até imaginar que ele morreria e ela ficaria totalmente desprotegida e desprovida. Ela em seu desespero desejou a morte, quis sumir literalmente. Exclamou pra Jó que ele deveria deixar de ser seguidor de Deus, blasfemar e morrer. Olha o que Jó respondeu pra ela: “...Como fala qualquer doida, falas tu; receberemos o bem de Deus, e não receberíamos o mal? Jó 2:10” QUE COISA PROFUNDA! JÁ PAROU PRA ANALISAR?
Creio até que ela não morreu pelas mãos de satanás como seus filhos, porque era esposa e assim uma só carne com Jó. Mas, usou a tristeza e a falta de fé dela pra induzir seu marido a pecar.
Muitas vezes temos este sentimento de derrota mas, morrer nunca foi a solução pra nada e nem tão pouco desistir! Outra observação é que precisamos avaliar os conselhos recebidos para não cairmos em ciladas preparadas por satanás. Precisamos aprender a viver no pouco e no muito e honrar a Deus e nosso cônjuge por isso.

Quanto aos amigos de Jó que permaneceram ao lado dele poderiam apenas orar com ele, ajuda-lo financeiramente, ouvi-lo, abraça-lo mas, ao invés disso acusavam ele na tentativa de alertar de algum pecado pois, achavam que tudo aquilo era um castigo de Deus (satanás não os matou porque eles não tinha a fé aprovada como a de Jó e satanás facilmente conduziria eles ao que fizeram).  Então, se ele confessasse seus pecados tudo iria melhorar mas, Jó determinado lutava em sua própria defesa negando qualquer erro e afirmando sua santificação.  Imagino o quanto ele ficou indignado, perturbado e aflito.

Precisamos ter cuidado com nossas amizades, com quem colocamos dentro de nossa vida, analisar os conselhos, observar as atitudes. Muitos se dizem amigos e cristãos mas, são sangue sugas em suas vidas!  Precisamos calar mais e escutar mais a voz de Deus.
Os amigos de Jó sem querer o machucaram mas, por outro lado, vejo que as afrontas ajudou Jó de alguma maneira a se erguer. A indignação de ouvir tais acusações de seus amigos, sacudiu Jó para alguma reação. Assim é a vida, muitas vezes somos impelidos a agir e só fazemos quando somos afrontados.  
Jó colocou pra fora tudo o que sentia. E depois disso ouviu a voz de Deus.
Jó mesmo diante de tanta dor obedeceu a Deus ao orar por seus amigos clamando por perdão pra eles e assim aliviando o seu coração daquelas angústia provocada por eles. Após isso, Deus libertou de todo o seu cativeiro e mais uma vez satanás perdeu!

Aprendo que precisamos aceitar a soberania de Deus, obedecer para que milagres aconteçam.
“Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido Jó 42:2”. OLHA QUE MÁXIMO! Glória a Deus!
Muitas vezes, não recebemos nossos milagres porque lá traz temos coisas pra serem resolvidas e ou perdoadas! Perdoar e pedir perdão, mesmo que a pessoa não valha a pena. O perdão libera nos céus a “chave” pra sua vitória, sua paz!

Ao orar precisamos detalhadamente informar a Deus o que necessitamos, Ele já sabe mas, quer ter o prazer de ouvir nossa voz. Creio também que devido ao nosso livre arbítrio (vontade própria dada por Deus) necessitamos dizer pra Ele o que realmente queremos e cabe a Ele decidir se realmente necessitamos.
Espero que tenham gostado dessa viagem pela vida de Jó, poderia ter sido uma viajem em sua vida ou na minha. Não importa, o que importa foi o que conseguimos aprender com este testemunho, com essa linda história de um homem provado e aprovado por Deus. Que sejamos um pouquinho de Jó na questão de obediência, coração puro, paciência e santificação.

Aqui termino e aqui abençoo você em nome de Jesus Cristo. Que sua vida seja próspera não somente nos bens mas, acima de tudo na fé.

CURIOSIDADES:

1.            LOCALIDADE QUE JÓ MORAVA -  Uz, na Arábia

2.            ÉPOCA - 2200 a. C.

3.            CALENDÁRIO DA ÉPOCA DE JÓ
Entre os judeus, o dia ia de um por de sol a outro.
Entre os romanos, ia de uma meia-noite a outra.
As horas do dia e da noite eram contadas separadamente, isto é, doze e doze; isto entre judeus e romanos.
Ver Jo 11.9 e At 23.23.
Entre os judeus a Hora Primeira do dia era às seis da manhã.
O mesmo ocorria em relação à noite.

4.            AMIGOS DE JÓ 
Elifaz,  Bildade e Zofar, da região de Naamá. No texto informa também Eliú o mais jovem de todos.
Eliú sugere que Deus também usa a dor para castigar e ensinar os homens (vs. 19-30).

5.            QUAL ERA O NOME DAS FILHA DE JÓ?
Jó teve dez filhos que morreram, depois foi abençoado com mais dez. Sete homens e 3 mulheres. Elas eram as mulheres mais lindas da região. Os nomes delas são: Jemima, Quezia e Quéren-Hapuque

6.            AS BÊNÇÃOS DO SENHOR SOBRE A VIDA DE JÓ
Além da cura de suas chagas, enriqueceu, teve mais dez filhos e catorze mil ovelhas, e seis mil camelos, e mil juntas de bois, e mil jumentas.

7.            JÓ SE RASPOU COM CACO
Então saiu Satanás da presença do Senhor, e feriu a Jó de úlceras malignas, desde a planta do pé até ao alto da cabeça.
E Jó tomou um caco para se raspar com ele; e estava assentado no meio da cinza.
Jó 2:7-8
Na bíblia Almeida Revisada -  2.8   Jó, sentado em cinza, tomou um caco para com ele raspar-se.

Na bíblia Almeida atualizada -   2.8   E Jó, tomando um pedaço de telha para raspar com ele as feridas, assentou-se no meio da cinza.

Na bíblia NTLH -  2.8   Jó sentou-se num monte de cinza e pegou um caco para se coçar.

Outras versões: 8 Então Jó apanhou um caco de louça e com ele se raspava, senta¬do entre as cinzas

Como a Bíblia tem sido muito modificada por conta das traduções, não posso afirmar que ele se raspou com o caco por causa de coceiras das feridas e nem tão pouco para retirar a carne apodrecida. Apenas que ele se sentou nas cinzas e se raspou com o caco.

8.            DEUS CASTIGA?
Sinónimo de castigar  -   Aperfeiçoar / expurgar / apurar / punir / repreender / admoestar

Sim, Deus castiga apesar desta palavra ser forte aos nossos olhos. Mas, Deus não é ruim, muito pelo contrário. Veja o que diz na bíblia.
Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Apocalipse 3:19

Matai a todos os seus novilhos, desçam a matança. Ai deles, porque veio o seu dia, o tempo do seu castigo! Jeremias 50:27
Castigarei naquele dia todo aquele que salta sobre o limiar, que enche de violência e engano a casa dos seus senhores. Sofonias 1:9
Assim diz o Senhor: Por três transgressões de Tiro, e por quatro, não retirarei o castigo, porque entregaram todos os cativos a Edom, e não se lembraram da aliança dos irmãos. Amós 1:9
E levarão sobre si o castigo da sua iniquidade; o castigo do profeta será como o castigo de quem o consultar. Ezequiel 14:10
Sabes, pois, no teu coração que, como um homem castiga a seu filho, assim te castiga o Senhor teu Deus. Deuteronômio 8:5

Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? Hebreus 12:7

Porque o Senhor corrige o que ama,E açoita a qualquer que recebe por filho. Hebreus 12:6

Castiga o teu filho, e te dará descanso; e dará delícias à tua alma. Provérbios 29:17

Deus te abençoe!

Por: SheilinhaLLima
(me envie a sua experiência de vida e ou comentários sobre o assunto)
libertador.com.br
facebook.com/SheilinhaLLima
http://sheilinha-lima.blogspot.com.br

Um comentário:

  1. Deise cherem05/03/2014 20:47

    Ótimo seu comentário, foi você quem elaborou? Bem, isso é irrelevante, pois o mais importante é que tirei lições preciosas para minha vida. Obrigada por esse estudo. Deus a abençoe sempre!!!!! Bjs!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário. Ele será muito importante para o enriquecimento dos próximos artigos. Obrigada